Conferência sobre campanhas políticas na era digital com Jennifer Stromer-Galley

O Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas da UFBA e o Centro de Estudos Avançados em Democracia Digital (CEADD) organizam, em Salvador, conferência de Jennifer Stromer-Galley, com o tema Logics of political campaigns in the digital age: A socio-technical perspective on U.S. campaign strategy.

Professora Associada da School of Information Studies da Universidade de Syracuse (EUA) e vice-presidente da Association of Internet Researchers, Jennifer Stromer-Galley é uma das grandes referências internacionais nos estudos sobre campanhas políticas em ambientes digitais. Em 2014 lançou o livro Presidential Campaigning in the Internet Age.

Apresentação: Para compreender as estratégias de campanha na era digital, é importante entender como as campanhas políticas funcionaram na era dos mass media. As tecnologias digitais abrem oportunidades para maior engajamento e interação do que os meios de comunicação tradicionais oferecem. No entanto, os meios digitais impõem desafios aos modos como, tradicionalmente, as campanhas se relacionam com jornalistas e simpatizantes. Candidatos, partidos e profissionais de comunicação aprenderam a gerir campanhas de forma mais “interativa”, respeitando, no entanto, um padrão controlado de interação que beneficia as campanhas – mas não necessariamente o público.

Data: 24/8/2015
Horário: 9h30
Local: Auditório da Faculdade de Comunicação da UFBA
A participação é gratuita e sem necessidade de inscriçaõ prévia

Abertas inscrições para Escola Doutoral “Fábrica de Ideias”

A Escola Doutoral 2012 FÁBRICA DE IDÉIAS é o resultado da parceria entre dois programas de pós-graduação da Universidade Federal da Bahia, o Programa Fábrica de Idéias, associado ao Programa de Pós Graduação em Estudos Étnicos e Africanos, e o Programa de Pós Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas-FACOM/UFBA. O Pós-Com é um programa de Pós Graduação em Comunicação com nível de excelência na área de comunicação, cultura e tecnologia. O Programa Fábrica de Idéias realiza já pelo décimo quinto ano consecutivo o Curso Avançado Fábrica de Idéias, que visa contribuir para a formação de pesquisadores que estudam processos de racialização e formação de identidades étnicas. O Curso adota uma perspectiva comparativa, explorando vários contextos e espera promover o intercâmbio entre estudantes e professores de diversas regiões do Brasil e de outros países, sobretudo no eixo Sul-Sul.

Esse ano o curso abordará a vasta produção teórica bem como as reflexões contemporâneas em torno de temas como globalização, cidadania, comunicação, consumo, política, desenvolvimento tecnológico e seus impactos na formação de processos identitários.
Em uma serie de seminários serão apresentados e discutidos também o crescimento de centros e departamentos de Tecnologias para as humanidades, museus e arquivos digitais, usos e apropriações populares de termos como web, Internet, mídias e redes sociais, a interface entre cultura popular e tecnologia, o crescimento e o papel de Blogs como espaço de atuação jornalística na África e no Brasil, assim como as diversas formas de etnografia digital.

Docentes:
André Lemos (Pos-Com), Wilson Gomes ( Pos-Com), Annalisa Frisina (Universitá di Padova), Abdoumaliq Simone (Goldsmith College & SOAS, Londres), Zita Nunes (University of Maryland), Sonia Melo (Nações Unidas).

Colaboram na avaliação e discussão dos projetos os professores Angela Figueiredo (UFRB e UFBA), Rosario de Carvalho (UFBA), Claudio Pereira (UFBA), Claudio Furtado (UFBA) e Jamile Borges (UFBA).

O Curso, em caráter intensivo, consistirá de 8 horas de aulas diárias durante onze dias. Cada sessão tratará de um tema numa perspectiva interdisciplinar, composta pelas abordagens histórica, sociológica, antropológica e das teorias da comunicação. Buscar-se-á enfocar três temas centrais: a relação entre Tecnologias (digitais, corporais e simbólicas), Consumo (para além das relações objetivas, pensado também como espaço de produção de subjetividades) e Produção de Identidades locais e globais. Como é tradicional neste Curso, as aulas serão ministradas por professores com ampla experiência de pesquisa no tema abordado. Para a edição XV serão selecionados até 40 alunos, por meio de uma seleção internacional. Os candidatos deverão estar cursando ou concluído o mestrado e/ou doutorado.

Saiba mais em http://www.fabricadeideias.ufba.br

Aplicativos de Análise de Informações Sociais: mapeamento e dinâmicas interacionais – dissertação defendida!


Não sou de botar exclamações em títulos de posts, mas “Aplicativos de Análise de Informações Sociais: mapeamento e dinâmicas interacionais” foi o título da minha dissertação de mestrado defendida no último dia 27. Cursei o mestrado pela linha de pesquisa em Cibercultura do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas, orientado pelo prof. dr. José Carlos Ribeiro. Depois de dois anos de dedicação, afinco, diversas disciplinas, GITS e projetos muito divertidos como diversos artigos e a organização do SIMSOCIAL, concluí o mestrado. Na defesa do trabalho, além de meu orientador, foram avaliadores os professores André Lemos (UFBA) e Lynn Alves (UNEB). Segue o resumo do trabalho e slideshow utilizado:

Esta dissertação busca caracterizar e analisar os aplicativos de análise de informações sociais quanto a sua utilização em processos interacionais online. Considerando a importância da comunicação através de ambientes digitais como os sites de redes sociais, buscamos observar novas práticas de auto-apresentação de si e de monitoramento. Partindo da perspectiva interacionista, a dissertação elenca o gerenciamento de impressões e a construção identitária como conceitos-chave para a compreensão da comunicação digital. Os aplicativos sociais são softwares que extraem, processam e classificam os dados publicados em sites de redes sociais com fins interacionais. A pesquisa está interessada em compreender como tais aplicativos podem exercer papéis nas dinâmicas interacionais online e utilizou como metodologia o mapeamento e classificação dos aplicativos quanto a variáveis relacionadas a suas Práticas Prescritas, Manejo dos Dados, Visualização, Motivação e Compartilhamento. Pode-se constatar a importância de aspectos destes aplicativos que podem condicionar as práticas de busca por informação social e auto-monitoramento, com consequências para os processos de vigilância, memória, gerenciamento de impressões e construção identitária.

Desnecessário dizer que estou extremamente feliz de completar esta fase da vida de pesquisador. Agora é reunir mais experiência(s), ideias e bagagem – física e intelectual – pra realizar o doutorado daqui a uns anos. Enquanto isso, continuar mergulhado nas teorias, práticas e observações em torno da cibercultura, interações sociais e comunicação digital. Obrigado a todos envolvidos.

p.s.: quando a versão da dissertação com as sugestões da banca estiver concluída e online no site do Poscom, publico por aqui :)

Relato do Simpósio de Pesquisa em Tecnologias Digitais e Sociabilidade

Nos últimos dias 13 e 14, aconteceu na Facom o Simpósio de Pesquisa em Tecnologias Digitais e Sociabilidade, evento organizado por nós do Grupo de Pesquisa em Interações, Tecnologias Digitais e Sociedade. O retorno do trabalho de organização do simpósio, que vem sendo produzido desde março, foi gratificante. O evento foi bastante interessante, produtivo e reuniu cerca de 200 pessoas para discutir mídias sociais.

As conferências de Massimo di Felice, Simone de Sá, Fernanda Bruno e dos professores do GITS José Carlos Ribeiro, Malu Fontes e Fabrício de Souza lotaram o auditório.

José Carlos (UFBA)

Particularmente, destaco a conferência do professor José Carlos Ribeiro (que também é meu orientador) e a de Fernanda Bruno, por terem sido de temas relacionados a meu objeto de pesquisa. O professor Ribeiro apresentou pesquisa em andamento sobre o uso de aplicativos sociais em gerenciamento de impressões e constituição do self, incluindo uma proposta de diagrama que propomos para entender este fenômeno – que será publicada em breve em livro internacional. Falou de uma ótica interacional microsociológica, mostrando como os sites de redes sociais permitem a publicação, edição e busca constante por informações sociais. Fernanda Bruno, por sua vez, apresentou questões relacionadas aos rastros pessoais como fonte para processamentos macro em modalidades policiais e políticas de rastreamento. São  interesses de pesquisa que, na minha opinião, representam avanços necessários na compreensão da comunicação digital, pois a publicação, edição e processamento dos dados digitais tem importância crucial e central.

Tarcízio Silva

Além de participar da organização do evento, tive o prazer de coordenar um grupo de trabalho e apresentar um mini-curso. Junto com Maria Alessandra Calheira, coordenei o grupo de trabalho Mídias Sociais: Consumo e Estratégias de Mercado. Os sete artigos apresentados trataram de temas como estratégias e comunicação no Facebook, compras coletivas, comunicação locativa pervasiva e circulação musical. No mini-curso Consumo e Métricas para Mídias Sociais, realizado com o Marcel Ayres, apresentei uma introdução sobre inteligência de marketing:

Ainda merece destaque o fato de que a hashtag do evento, #simsocial2011 foi para os trending topics do Brasil. Devido a uma curiosa semelhança com o nome do jogo The Sims Social, as apropriações do hashtag nesse momento foram muito hilárias. Em breve, algumas considerações sobre isto. Para saber mais sobre o evento e acessar os trabalhos, não deixe de visitar o site http://gitsufba.net/simposio/

Processo Seletivo do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas

Para quem pretende fazer mestrado ou doutorado em um dos programas de pós-graduação em comunicação mais conceituados no Brasil, essa é a chance. O Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas publicou o edital neste ano com bastante antecedência. Veja as datas:

  • Inscrição de projetos: 15 de agosto a 16 de setembro de 2011
  • Resultado da 1ª fase (seleção dos projetos): 17 de outubro
  • Prova de Línguas: 7 de novembro
  • Resultado  da Prova de Línguas: 8 de novembro
  • Entrevistas: 08 a 15 de novembro
  • Divulgação do Resultado Final: 29 de novembro

O PPGCCC-UFBA possui três linhas de pesquisa:

A linha Cibercultura reúne pesquisadores que analisam formas contemporâneas de convergência da informática e das telecomunicações. Visam compreender os novos meios comunicacionais digitais e suas implicações nas formações sócio-culturais online e nas práticas e formatos jornalísticos. Agregam estudos sobre os impactos comunicacionais das tecnologias de informação e comunicação no mundo contemporâneo.

A linha de Pesquisa Análise de Produtos e Linguagens da Cultura Mediática reúne  pesquisadores que têm por objeto o exame, a elaboração e/ou a aplicação de metodologias para: a) análise de configurações expressivas (obras, produtos, linguagens) da cultura e da comunicação mediáticas; b) a análise da interpretação de tais configurações expressivas pela recepção.

Na linha de Pesquisa Comunicação e Política, os pesquisadores buscam compreender as interfaces contemporâneas entre meios, recursos e linguagens da comunicação e os agentes, instituições e recursos da política, em dimensão teórica e analítica.

Saiba mais no site do Poscom e ache o edital em  http://poscom.tempsite.ws/?page_id=106