Congresso Internacional sobre Vigilância, Raça e Gênero acontecerá em Salvador

Passando para relembrar que a sétima edição do Simpósio Internacional da Rede Latino-Americana de Vigilância (Lavits) acontecerá em Salvador. Organizado pela rede, pelo IHAC e GIGA, incluirá palestras, mesas de discussão, grupos de trabalho, oficinas e performances artísticas entre 26 e 28 de junho.

O grande destaque entre as conferências é a vinda da Simone Browne, pesquisadora canadense e professora da Universidade do Texas (EUA). Browne é autora do livro “Dark Matters: On the Surveillance of Blackness”, no qual revisa a história da vigilância mostrando como tecnologias de controle e opressão contra a negritude desde o período colonial foram germinadoras das práticas hiper-tecnológicas de hoje.

Entre as sessões livres de debate, destaco Intersecções e potências entre tecnologias, gênero e ativismos, com Josemira Reis (GIG@/UFBA), Dulcilei Lima (UFABC), Taís Oliveira (UFABC), Daniela Araújo (IG/Unicamp), Débora Oliveira (Labjor/Unicamp), Marta Kanashiro (Rede Lavits); O Comitê Gestor da Internet (CGI) e os princípios de governança democrática na Internet, com Sergio Amadeu (CGI) e Juliano Cappi (CGI); Discurso de ódio e desinformação nas redes sociotécnicas, com Erica Malunguinho (DEP. ESTADUAL SP), Isadora Brandão (UNEAFRO), Geisa Santos (Coletiva Periféricas-BA) e Maurício Bozzi (PUC-RS).

Nas sessões temáticas de discussão de artigos, são mais de 150 artigos de pesquisadores do Brasil, América Latina e de outros países. São artigos sobre vigilância, controle, big data e práticas digitais diversas. Apresentarei o trabalho Racismo Algorítmico em Plataformas Digitais: microagressões e discriminação em código em sessão sobre “Assimetrias da Vigilância: racismo e sexismo”.

Saiba mais sobre o evento em: www.lavits.ihac.ufba.br

Lançada Linha do Tempo sobre Racismo Algorítmico

Lancei recentemente, como uma página do site, uma Linha do Tempo sobre Racismo Algorítmico! Se você é assinante via email ou feed talvez não tenha visto. A timeline é um resultado secundário da pesquisa de doutorado Dados, Algoritmos e Racialização em Plataformas Digitais. Desenvolvida no PCHS-UFABC, o projeto estuda as cadeias produtivas da plataformização digital (mídias sociais, aplicativos, inteligência artificial) e seus vieses e impactos raciais. Os casos, reportagens e reações ao racismo algorítmico podem ser visualizados na página (clique na imagem) e são dados para artigos, conferências, tese e livro em desenvolvimento.