Medindo a influência nas mídias sociais [6]: entrevista com Israel Degásperi

Continuando a série de entrevistas sobre medição da influência nas mídias sociais, hoje vamos conversar com Israel Degásperi. Publicitário com pós graduação em novas mídias, rádio e TV, Israel é blogueiro, fundador de um dos principais blogs sobre mídias sociais do Brasil, trabalha com análise de mídias sociais na Tecnisa.  As entrevistas passadas podem ser vistas na tag do blog que reúne todas as entrevistas desta série.

O que define a influência das pessoas e organizações nas mídias sociais, para você? Qual a importância de medi-la?
Eu defino influência pelo feedback que você tem nos canais. Não importa o número de seguidores ou de fãs, mas sim o número de respostas para uma determinada pergunta, número de interações ou o quanto o seu conteúdo foi replicado além do interesse dessas pessoas no seu negocio e tipo de conteúdo que você compartilha. Você sabendo isso, consegue sempre alinhar seu conteúdo pelos interesses dos seus stakeholders, por isso é tão importante medir esses parâmetros.

Como selecionar as ferramentas principais e as ferramentas de apoio na gestão da comunicação digital de grandes empresas? Quais são os critérios e desafios?
É uma questão de experiência. Pesquisar muitas ferramentas (para twitter, para webanalytics, para gestão de projetos online, para monitoramento etc…) e definir o que você precisa apresentar de métricas e relatórios e analisar o custo benefício das ferramentas que você conhece. Falta de verba pode ser um critério de avaliação por decidir usar ferramentas gratuitas (se o custo x benefício for satisfatório para o seu cliente). Desafio é você se manter atualizado num mundo onde o excesso de informação é uma realidade. Outro desafio é a velocidade em que as ferramentas se atualizam e mudam, o próprio facebook, por exemplo, está sempre evoluindo e você precisa entender e se adaptar as novidades.

Analistas de comunicação digital terão, algum dia, um escore básico e consensual no mercado para se basear? O Klout Score está tentando virar esse índice padrão, mas será que ele – ou qualquer outro – conseguirá?
Não sei responder se um dia teremos um escore básico e padrão para tudo, eu acredito que as ferramentas irão sim, evoluir. Mesmo utilizando o Klout e o PeerIndex, as vezes decido por fatores diferentes, como a qualidade da informação nos comentários de um blog. Acredito na percepção humana em tomar esta decisão.

Como o estudante ou profissional pode entender melhor os índices principais das mídias sociais?
Lendo muito, temos vários posts de excelente qualidade, apresentações no slideshare (basta procurar!) e também questionando profissionais mais velhos no mercado, trabalhando no dia a dia com mídias sociais é fundamental também, participar de grupos de discussão. Com a internet e as próprias mídias sociais a informação fica muito mais acessível à todos.

Que avanços futuros são necessários para a mensuração e monitoramento das mídias sociais?
O entendimento do comportamento humano, da linguagem. São variáveis muito complexas de serem medidas. Mas em breve, acredito que a taxa de erro chegue à bem próximo de zero.

3 comentários sobre “Medindo a influência nas mídias sociais [6]: entrevista com Israel Degásperi

  1. Bem legal. Uma ótima visão, clara e lúcida sobre os processos que envolvem a mensuração.
    Realmente muitas vezes a percepção humana da qualidade dos comentários e RTs comentados vai muito além de dados quantitativos.
    Parabéns, por mais uma ótima escolha de entrevistado e pelo conteúdo rico.
    Abraços!

  2. Pingback: idegasperi - Profissional de Marketing Digital e Coaching para empresas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *