A Revista Veja continua a não entender a internet?

A revista Veja de 08 de julho traz uma matéria de capa chamada “Sozinhos.com?”, para chegar à conclusão de que “ter milhares de amigos virtuais não deixa ninguém menos solitário”. Concordemos ou não com essa asserção, o grande problema é que esta revista carece de rigor e edição.

veja

Não sei se por simples desconhecimento ou por sentir-se ameaçada, a revista Veja continua a produzir conteúdo raso sobre a internet e as redes sociais. O mais constrangedor é o box “Como entrar em uma rede social”. São dez passos finalizados com “Pode-se, mas não é recomendável para quem não quer parecer infantil, fazer parte de um grupo de pessoas com base em afinidades” (sic). Segundo a revista, as fontes são Luli Radfahrer e o Ibope Nielsen Online. Os jornalistas erraram feio na edição, deixando a frase ampla demais sem o final, transformando-a em uma estupidez sem tamanho.

3 comentários sobre “A Revista Veja continua a não entender a internet?

  1. Pois é. Justamente o que eu ia comentar. O Luli como fonte e a matéria sair porca da quele jeito é um séríssimo problema editorial.

    Agora você pegou leve Tarcízio. Pegou leve porque sabe muito bem o motivo de a matéria ser rasa…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *