Por uma publicidade feita em 2015 e com cara de 2015

No Enter+, que aconteceu na última semana, a Fernanda Alves, retirante, feminista e materna, apresentou pesquisa sobre a (falta de) representatividade de minorias na publicidade. Indispensável:

Um comentário sobre “Por uma publicidade feita em 2015 e com cara de 2015

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *