Persuasão e Simulação de Experiências: aplicativo da Durex no iPhone e The Baby Think it Over

Nesta semana a campanha abaixo foi amplamente divulgada e disseminada via Twitter, blogs e outras mídias sociais. O aplciativo para iPhone, produzido para a Durex (marca de camisinha) simula boa parte dos problemas que um bebê traz em si. A ideia é persuadir homens jovens a usarem camisinha, já que – supostamente – não se preocupam com DSTs.

Uma tecnologia semelhante, com alguns aspectos mais reais e outros menos fidedignos é a The Baby Think It Over. Utilizado nos Estados Unidos como parte do programa de algumas escolas, o bebê artificial deveria ser carregado pelas adolescentes durante um período e precisava ser consolado quando chorava, periodicamente. Segundo um estudo, 95% das adolescentes participantes alegaram que não estavam preparadas para serem mães, depois da experiência.

the baby think it over

the baby think it over - garota

Conheci esa tecnologia através de B. J. Fogg, pesquisador de tecnologias persuasivas, que explica o princípio da simulação em contextos reais: “Tecnologias portáteis de simulação projetadas para uso durante as rotinas cotidianas podem enfatizar o impacto de certos comportamentos e motivar mudanças de comportamento ou atitudes”.

O curioso é como a economia dos aplicativos pode trazer esse elemento persuasivo para um objeto que o público-alvo – homens jovens – realmente já carregam no seu dia-a-dia: seus celulares. Além disso, a iniciativa é de uma empresa comercial, ao invés de instituições de ensino. A adição do aspecto lúdico – mesmo incômodo, é praticamente um jogo -, pode fazer com que o aplicativo seja baixado: a empresa pode alcançar maior consciência de marca e, indiretamente, alcançar o objetivo mais nobre para o qual diz se propor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *