Impacto de Blockbusters nas Mídias Sociais

Não há como negar, desde que surgiu, a TV vem sendo pauta das principais rodas de conversa, sejam elas em torno dos ‘bebedouros’ na década de 50 ou, nos dias atuais, online nas mídias sociais. Graças às mídias digitais as conversações sobre blockbusters de qualquer natureza, tem tomado grandes proporções e possibilitado estudos de caso como The Avengers.

Chris Anderson, em seu livro A Cauda Longa, descreve com precisão como nossa sociedade foi ‘treinada’ a consumir os hits do momento. Nossa economia nos educou a preferir os campeões de bilheteria, ficamos obcecados pelo monitoramento das vendas de bilheteria toda semana. Para contribuir com o sucesso de alguns títulos são criadas diversas ações de marketing promovidas por marcas, que impulsionam a popularidade dos blockbusters, dando maior visibilidade e consequentemente gerando comentários sobre eles.

Alguns aspectos sobre o impacto desses campeões de bilheteria nas mídias sociais devem ser levados em consideração. Continuando no exemplo de The Avengers, um dos motivos pelo qual o filme teve bastante buzz foi por conta do público, no dia da estreia chegou-se a coletar mais de 900 mil menções. Composto basicamente por jovens, na faixa etária de 25 a 34 anos, como pode ser percebido no infográfico citado no link, que fazem parte de um grupo de usuários participativo e formador de opinião nas redes sociais. Seguindo essa mesma linha, não há espaço melhor para se discutir e opinar sobre blockbusters do que a internet. A Radian6 promoveu um estudo dirigido sobre a premiação do Oscar 2012.

Monitorando as palavras-chaves sobre o evento, foram coletadas mais de 300 mil menções. Destaque para os favoritos pelo público para os prêmios de melhor ator, Jean Dujardin, por O Artista, e atriz, Meryl Streep, por A Dama de Ferro, que juntos dominaram as menções, somando quase 70% do total.

O que se pode extrair destes estudos é que independente do blockbuster ou acontecimento relacionado a esse universo, como no caso do Oscar 2012, as conversações são cada vez mais frequentes e ricas em informações sobre comportamento do consumidor, suas motivações e preferências.

* Post por Mariana Ferreira, publicitária e gestora de mídias sociais na Dendê Brands.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *