22º Encontro da Compós – 04 a 07 de Junho em Salvador

Entre 04 e 07 de junho acontecerá, na Faculdade de Comunicação da UFBA, o 22º Encontro da Compós – Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação. Ocorrerá uma conferência de Lawrence Grossberg, University of North Carolina, lançamento de livros e os Grupos de Trabalho: Comunicação e Cibercultura; Comunicação e Cidadania; Comunicação e Cultura; Comunicação e Experiência Estética; Comunicação e Política; Comunicação e Sociabilidade; Comunicação em Contextos Organizacionais; Cultura das Mídias; Epistemologia da Comunicação; Estudos de Jornalismo; Estudos de Televisão; Estudos de cinema, fotografia e audiovisual; Imagem e Imaginários Midiáticos; Práticas Interacionais e linguagens da comunicação; Recepção: processos de interpretação, uso e consumo midiáticos.

As inscrições para ouvintes ainda estão abertas:

Alguns dos artigos que serão apresentados, disponíveis na biblioteca online da Compós, merecem destaque para os leitores deste blog:

Estéticas das Redes – Redes de Visualização no Capitalismo Cognitivo – Ivana Bentes de Oliveira

Resumo: As mudanças nos dispositivos de visualização e as novas relações das imagens e dos dados na configuração das cidades e das redes. É nesse “databios”, ambiente complexo, que vamos buscar os traços escolhendo instrumentos visuais capazes de operar a rastreabilidade dos fenômenos. Esses “datascapes” cartografias digitais, programas de visualização de dados complexos e big datas, rastreadores de fluxos, reconstituem a complexidade dos sistemas os mais heterogêneos lhes dando visualidade, sejam eles cérebros, corpos, cidades ou um dispositivo artístico ou de mobilização nas redes digitais e territórios.
Palavras-Chave: redes, estética, visualização de dados

 

Quantified Selves – Contar, Monitorar E Conhecer A Si Mesmo Através Dos Números – Liliane da Costa Nascimento, Fernanda Bruno

Este trabalho investiga, através dos métodos da teoria ator-rede, as práticas de objetivação de si presentes nas técnicas de auto-monitoramento empregadas pelos Quantified Selves, um grupo de indivíduos que busca promover melhorias em suas vidas através do registro de indicadores quantitativos e qualitativos sobre seu comportamento e personalidade. Iniciaremos descrevendo este movimento e focalizando as suas formas de medição e registro. Em seguida, passaremos a uma breve apresentação das formas de análise e registro de si nos estoicos. Por fim, cotejaremos as formas de auto-monitoramento contemporâneas com estas modalidades históricas da escrita de si, buscando circunscrever suas especificidades em relação aos processos subjetivos que promovem.

Palavras-chave: escrita de si, autom-onitoramento, quantified self

Mobilização Nas Redes Sociais – a narratividade do #15M e a democracia na cibercultura – Henrique Antoun, Fabio Malini

Resumo: O trabalho pensa três momentos do desenvolvimento da Internet correlacionados com três diferentes tipos de apropriação e luta empreendidas pela multidão através da rede. Deste modo a multidão e a Internet giram em torno dos hackers que iluminam o sentido da comunicação distribuída ao privilegiar as biolutas. Os hackers inventam o ciberespaço, desenvolvem a cibercultura e mobilizam a multidão. A comunicação distribuída em rede interativa é o lugar onde as populações lutam por sua autonomia contra as leis e regulações imperiais.

Palavras-Chave: biolutas. narratividade. redes sociais.

 

A Comunicação Organizacional sob a Perspectiva da Midiatização Social – uma proposta de reflexão – Daiana Stasiak

Resumo: O artigo propõe a midiatização social como um suporte teórico relevante para discutir os fenômenos relacionados à interação entre organizações, meios de comunicação e sujeitos e a autonomia de cada uma dessas instâncias advinda, principalmente, a partir do desenvolvimento das tecnologias. Nesse sentido, o trabalho objetiva contribuir com as reflexões contemporâneas da comunicação organizacional que se preocupam com questões emergentes numa sociedade complexa regida por paradigmas dialógicos e relacionais.
Palavras-chave: comunicação organizacional, midiatização social, meios de comunicação, teorias.

Vigilância Civil sobre as Práticas de Comunicação das Organizações Privadas – limites da atuação da imprensa e os desafios do monitoramento pelos públicos  – Márcio Simeone Henriques, Daniel Reis Silva

Resumo: O artigo aborda a questão da vigilância sobre práticas de comunicação das organizações privadas. Por meio de uma análise sobre o surgimento e o desenvolvimento, nos últimos anos, de iniciativas de vigilância civil voltadas para a denúncia de práticas abusivas de comunicação empregadas pelas organizações, evidencia constrangimentos que limitam a atuação da imprensa no monitoramento dessas atividades. Reflete também sobre a existência de desafios e entraves enfrentados pelos públicos na tentativa de exercer diretamente o papel de vigilância sobre as organizações privadas.
Palavras-Chave: Relações Públicas. Imprensa. Opinião Pública.

 

Neste ano estarei lá, participando como ouvinte e revendo os amigos do Póscom. Quem verei lá?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *