Entrevista com Andrea Hiranaka

Hoje trago para vocês uma entrevista com a Andrea Hiranaka, Gerente na Ipsos SMX (Social Media Exchange). Com grande experiência em pesquisa nas mídias sociais, Hiranaka participará de uma mesa sobre o tema no Social Analytics Summit 

andrea hiranakaQual o seu caminho percorrido para trabalhar com pesquisa em mídias sociais?
Apesar de formada em Relações Públicas, comecei a carreira e sempre trabalhei com pesquisa de mercado. Por curiosidade e interesse em inovação e tecnologia, conheci uma empresa especializada em monitoramento de mídias sociais, a E.Life, e vi a oportunidade de unir as duas coisas. A oportunidade rolou e entrei na empresa em 2008 como analista. Desde então passei por algumas vagas sempre transitando entre pesquisa tradicional, pesquisa online e monitoramento. Hoje sou gerente da área SMX (Social Media Exchange) da Ipsos.

Em quê a pesquisa em mídias sociais se diferencia, para o bem e para o mal, de outros tipos e modalidades de pesquisa?
A pesquisa em mídias sociais é um complemento fantástico para a pesquisa tradicional. Ela traz a oportunidade de estudar as opiniões espontâneas dos consumidores, a entender o relacionamento do consumidor com a marca no momento do ponto de contato e complementar os dados numéricos com falas reais. Além disso, por ser um tipo de pesquisa prática e rápida, ela traz velocidade à construção de conhecimento.
Contudo, a falta de dados de perfil dos pesquisados (seja demográficos ou atitudinais) e a impossibilidade de explorar mais profundamente alguns pontos faz com que seja preciso algum outro tipo de abordagem de pesquisa para conseguir trazer uma resposta completa às questões das empresas.

Você pode nos compartilhar um case em que a pesquisa qualitativa foi crucial para o desenvolvimento de alguma estratégia do cliente ou que a descoberta com a pesquisa tenha gerado informações particularmente úteis/aplicáveis?
Infelizmente não vou poder abrir um case com resultados por conta de confidencialidade, mas vou trazer alguns exemplos de aplicações com objetivos de negócio. Na Ipsos, nossa metodologia se chama Social Business Intelligence, ou seja, desde a sua concepção tem como objetivo entregar informações acionáveis para as empresas.

Qual a sua expectativa com relação ao Social Analytics Summit 2014? Pra deixar o pessoal do SAS mais curioso, pode falar um pouco sobre o que você vai apresentar no evento?
No Social Analytics Summit 2014 vou falar sobre como uma das maiores empresas de pesquisa de mercado do mundo, a ipsos, está trabalhando com o monitoramento e como estamos usando a bagagem de experiência e know-how da pesquisa tradicional para elevar o Social Listening para outro patamar. Estou com boas expectativas do evento. Espero que a gente consiga fazer um bom debate, que a gente traga novas discussões para o mercado. Espero que gostem!

 

Em breve mais entrevistas com os palestrantes do #SAS2014, aqui e no blog da Priscila Marcenes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *