As Revistas de Peter de Brito

Enquanto folheava as revistas Piauí, procurando diagramações memoráveis para usar de exemplos no meu TCC, encontrei Darcy Dias, personagem criado por Peter de Brito.  A figura, de nome andrôgino, está presente em 21 capas entre as páginas 53 e 55 do sétimo número da revista.

O artista utilizou a si próprio como modelo na exposição, de nome “Auto-Retrato”. Cada refere-se a uma revista famosa brasileira, de Veja a Playboy, passando por Cult e Vida Simples. Nesta última, Peter de Brito lidou bem com o fato de que as capas de Vida Simples nunca trazem figuras humanas, mas apenas um ou poucos objetos “simples”. Então, fez um recorte e tratamento de forma que sua imagem parecesse uma máscara.

auto-retrato-peter-de-brito

Imagem extraída do Dedidan

p.s: O Jorge Martins fez um comentário genial (ver abaixo) e ampliou o texto em seu blog, o Diário da Criação.

2 comentários sobre “As Revistas de Peter de Brito

  1. Putz, eu acho o trabalho do cara loucão.
    E divertido, anárquico, irônico.

    Vi uma matéria no Urbano, do Multishow, em que mostra o processo de criação/produção do cara. Não gostei da matéria porque retratou o cara como se ele fosse uma figura perturbada, como se usasse isso de maneira a expressar apenas uma dubiedade sexual, um narcisismo mal-resolvido ou uma certa nostalgia da fama que ele pudesse vir a ter.
    Não que o trabalho não tenha isso (me refiro à dubiedade sexual, ao caráter assumidamente transgênero, andrógino da coisa, apesar de não ter tanta certeza no que se refere à nostalgia da fama), mas a ironia do negócio não foi bem retratada.

    Sei lá, eu acho que ele SABE que não é o tipo de cara que faz parte do padrão das capas dessas revistas, e produzir essas poses e inserí-las nas capas é de um bom humor inteligente, crítico e bacanão. A adulteração nos nomes das revistas deixa claro o tom de crítica e humor sutil do brodi.
    Enfim, eu acho massa.

  2. fico feliz em ver o sucesso do meu grande amigo peter de brito.um vidigalence que aos poucos está sendo valorizado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *