Visualizando engajamento online sobre a epidemia Zika

No último janeiro, tive a oportunidade de participar de data sprint no evento Digital Media Winter Institute na Universidade Nova de Lisboa. Durante 5 dias, foram realizadas palestras, pratical labs e três grupos de data sprints – esforços coletivos de análise de dados de várias plataformas a partir de várias abordagens diferentes. O modelo de data sprint tem sido realizado por universidades em torno do mundo com bastante sucesso na construção de conhecimento coletivo e reunião de pesquisadores.

No evento foram realizados três sprints, dois sobre feminicídio e um sobre a epidemia Zika. Este último, que participei, foi liderado pelos pesquisadores Elaine Rabello (UERJ) e Gustavo Matta (FioCruz) e teve pesquisadores e designers de Portugal, Itália, Espanha e Brasil na equipe.

Ao longo dos três dias de trabalho, os pesquisadores se debruçaram sobre dados de Wikipedia, Google, Instagram e Facebook para entender como a epidemia Zika circula nestas plataformas, suas controvérsias emergem e vozes dominantes se destacam construindo discursos e posicionamentos.

O relatório resumido em slideshow foi publicado e pode ser visualizado abaixo, assim como o relatório completo no blog do Data Sprint em Visualising Engagement on Zika Epidemic.

Acesse também os relatórios sobre Mapping Femicide discourses on TwitterFemminicidio in Italian media and public debate. Fique de olho no Twitter e site do Inova Media Lab para saber mais e se preparar para os próximos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *